Moto Retrospectiva R3 2015

Mesmo com o mercado em queda, não faltaram novidades ao setor de duas rodas:desde pequenas e sofisticados modelos de 300 cc a até tecnológicas e seguras bigtrails de 1.200 cc. Confira os 30 principais lançamentos a seguir

 

Janeiro -- Honda NC 750X: líder de mercado, a marca começou o ano investindo na linha "Dream", classificação da marca para motos acima de 450 cc. A primeira novidade foi a reformulada NC 750X, que ganhou motor maior e mais torcudo mantendo a racionalidade do baixo consumo de combustível e a praticidade de seu exclusivo porta-capacetes no lugar do tanque

Fevereiro -- Yamaha MT-07: a fabricante japonesa, para mostrar que está disposta a inovar e ganhar mercado, trouxe a segunda integrante da linha MT, a bicilíndrica MT-07, que chegou com preço competitivo (R$ 26.990) e muita diversão com seu motor de 75 cv. A naked rapidamente começou a disputar a liderança do segmento

Fevereiro -- Harley-Davidson Breakout: a estilosa motocicleta, lançada como modelo customizado em 2013, entrou para o line-up da marca americana pelo seu estilo único, acabamento esmerado e motor V2 de 1600 cc

www.facebook.com/R3mototrip

Março -- KTM Duke 390: embora motos de enduro já estivessem nas lojas, o modelo mais aguardado da marca era a 390 Duke, que foi apresentada aos jornalistas brasileiros em março deste ano. Baixo peso (139 kg), motor monocilíndrico de 44 cv e ciclística precisa fazem dela uma pequena grande moto. Desembarcou no Brasil em julho por R$ 21.990

Março -- Triumph Tiger 800: modelo mais vendido da marca britânica no Brasil, trouxe novidades em 2015, a começar pelas duas versões, XCx e XRx, que chegaram em março. Com melhorias no motor, visual repaginado e muita eletrônica embarcada, a Tiger 800 ficou também mais segura e cara: a partir de R$ 37.990

Abril -- KTM 1190 Adventure: equipada com o que há de mais moderno em termos de eletrônica embarcada, a versátil e potente bigtrail austríaca chegou com fama de moto mais segura do mundo -- e com etiqueta de preço equivalente: R$ 79 mil

Abril -- Ducati Diavel 2015: a custom esportiva passou por um face-lift, ganhou motor mais eficiente e farol de LED. Com motor de 1.198 cc e 164 cv, ela é surpreendente, mas para poucos: custa a partir de R$ 64.900

Maio -- BMW F 800R: Ofuscada por outros modelos da marca, a naked foi reformulada e ganhou novos conjunto óptico, suspensões e controle de tração. Mesmo com esses equipamentos, seu preço manteve-se inalterado: R$ 37.900. É vendida por até menos nas lojas

Maio -- Yamaha XTZ 250 Ténéré: apresentada já como modelo 2016, a Ténéré 250 ganhou motor flex, assim como a Lander 250, e uma nova traseira, com lanterna de LED e bagageiro de série. Um painel totalmente digital também surgiu como novidade. O preço? R$ 15.015

LEIA TAMBÉM

Capacete com abertura articulada pode revolucionar o mercado

10 mancadas que acabam com sua moto

Mitos do Deserto do Atacama

Julho -- Ducati Monster 821: no início do segundo semestre a Ducati trouxe a Monster 821, nova naked de entrada para o Brasil. Com motor potente (112 cv) e dotado de arrefecimento líquido, a "Monstrinha" também traz todo o pacote eletrônico da marca italiana, porém a um preço elevado: R$ 43.900

Julho -- BMW S 1000RR: no início do ano a BMW anunciou a chegada da moto ao país, mas foi somente em julho que ela começou a ser vendida. Leve e potente, com 199 cv, a S 1000RR ficou mais segura e tecnológica. O preço inicial de R$ 76.900 acabou caindo para R$ 72.900 depois que a marca começou a montá-la em Manaus (AM), em agosto