Tchau BMW G 650 GS

O modelo monocilíndrico G650GS está com seus dias contados na família de Big Trails da BMW Motorrad. 

Sua vida foi longa, um projeto dos anos 90 que foi atualizado nos últimos 20 anos, agora tem seu fim decretado na Europa e logo, também no Brasil. As últimas unidades estão sendo vendidas no país, no último trimestre de 2016 chegará a F700GS, modelo com dois cilindros. E diga-se de passagem, não é nenhuma novidade, já existe há bons anos também. Mas, foi renovada... 

A big trail que passará a ser o novo modelo de entrada da marca e custa 20% menos que a 800 (o correspondente a R$ 36.900 no Brasil) não é exatamente inédita no país. De 2008 a 2010 ela foi importada como F650GS e permaneceu em linha até a nacionalização da F800GS, quando seu preço deixou de ser competitivo e a marca preferiu focar na monocilíndrica como modelo mais acessível. As principais diferenças daquela moto para a atual são a mudança do nome para posicioná-la de forma mais clara como um produto superior a G650GS e atualizações que sempre acompanharam as mudanças do modelo “irmão” F800GS, especialmente as estéticas.

A F700GS tem 75CV, contra os 48CV da G650GS. Apesar do nome 700, a nova GS vem equipada com o mesmo motor bicilíndrico de 798 cc e câmbio de seis marchas da F800 GS. A diferença é que o propulsor entrega um pouco menos de força: 75 cv a 7.300 rpm e torque de 7,85 kgfm a 5.300 – enquanto na 800 são 85 cv e 8,46 kgfm. Além disso, a F700 prevê uso mais urbano, trazendo roda de liga aro 19″ na dianteira (contra 21″ da F800) e uma posição de pilotagem mais baixa. Por fim, a bolha para brisa também é mais curta.

O segmento das Big Trails de entrada, deve passar por boas transformações em 2017 no Brasil, com a saída de linha de modelos monocilíndricos como a G650GS e as Yamaha XT 660 R e Z Ténéré. E claro, a entrada de novos e renovados modelos. fonte:rockriders 

 

 

Leave your comments

Post comment as a guest

0
terms and condition.

Comments