Patagônia Chilena

PATAGÔNIA CHILENA - GUIA COMPLETO

Sobre a Patagônia Chilena (regiões e cidades)

 Punta Arenas

Esta cidade pode ser considerada a porta de entrada na Patagônia Chilena. A cidade bem estruturada que fez riqueza com a indústria petroquímica serve como base para quem quer explorar a remota região do estreito de Magalhães.

Plaza Muñoz Gamero

É hoje um conjunto urbano de excepcional valor patrimonial que conta a história dos habitantes de Magallanes.

Reserva Florestal Magallanes

Local onde se encontra o Morro Mirador a cerca de 9 km de Punta Arenas. Aqui há várias atividades como caminhada por trilhas, prática de mountain bike e canopy. É possível ter uma bela visão do Estreito de Magalhães e da Terra do Fogo.

Museu Naval e Marítimo

Instituto de La Patagônia

Esta é a casa que abriga o Museo del Recuerdo que traz antiguidades industriais e maquinários importados da Europa.

Pinguinera Seno Otway

Das duas colônias de pinguins de Magalhães próximas a Punta Arenas esta é a mais fácil de chegar. Conta com cerca de seis mil casais de pinguins.

Monumento Natural De Los Pinguinos

Colônia acessível apenas por barco para Isla Magdalena, conta com cerca 50 mil casais de pinguins.

Rio Rubens

Parque Nacional Pali Aike

Puerto Natales

Antigamente esta pacata vila de pescadores era visitada apenas pelos fortes ventos do canal da última esperança. Hoje em dia, Natales é invadida ano a ano por mais e mais turistas que buscam conhecer e explorar o principal parque nacional do Chile, Torres Del Paine.

Cueva Del Milodon

A 24 km de Puerto Natales a Cueva é o lar do fóssil de uma preguiça gigante encontrada por volta de 1890. Passeio que vale a pena fazer somente como parada quando estiver seguindo rumo a Torres Del Paine.

Parque Nacional Torres Del Paine

É considerado por muitos como o melhor parque nacional de toda América do Sul. Seus gigantescos pilares de granito repousam a mais de 30 metros acima da estepe patagônica fazendo do parque um lugar único e singular no planeta. O parque que conta com cerca de 1.810 km², foi considerado pela UNESCO em 1978 como reserva da biosfera. Para quem deseja explorar bem o parque, recomenda-se alojar em um dos hotéis/hosterias situados dentro do próprio parque já que os passeios de um dia operados a partir de Puerto Natales permitem apenas um vislumbre do parque.


Torres

O que fazer na Patagônia Chilena:

  • CIRCUÍTO W: Circuito de caminhada mais popular dentro do parque. Percorre a parte de trás do maciço. Pode ser feito de 7 a 9 dias de caminhada.
  • W: Versão menor do circuito W, começando pelo lado leste sentido oeste. Pode ser feito com 4 a 5 dias de caminhada a partir da laguna amarga.
  • Refúgio Las Torres até o mirador de las Torres
  • Caminhada de cerca de 4 horas acima do Rio Ascendio. Está é a vista panorâmica mais próxima que se pode ter das Torres
  • Refúgio Las Torres até Los Cuernos
  • Caminhada que dura cerca de 7 horas de duração só ida
  • Los Cuernos/Lago Pehoe até o Valle Frances
  • Circuito Paine
  • Salto Grande
  • Caminhada de 1 hora pela poderosa cachoeira entre o lago Nordenskjold e o lago Pehoe
  • Outras Atrações
  • Passeios de caiaque, passeios à cavalo

Melhor época para viajar:

O período ideal para visitar a Patagônia Chilena vai de novembro a março, quando a temperatura é mais agradável, as chuvas mais escassas e os dias mais ensolarados.

Na primavera os parques e as cidades estão floridos, os glaciares estão intactos e a temperatura é bastante amena.

O melhor período para visitar o norte da região próximo aos lagos e vulcões é entre maio e outubro.

No inverno as temperaturas caem bastante e os dias são mais curtos e este é o período ideal para a prática de esqui – as pistas estão perfeitas para o esporte. Algumas trilhas ficam inviáveis de serem percorridas nessa época.

No verão os dias são bem longos e o período é ideal para caminhar pelas trilhas.

Mais informações sobre a região

Clima:

As temperaturas variam muito do dia para a noite. No verão podem atingir os 28°C durante a tarde e cair para 10°C à noite. No inverno os ponteiros ficam baixos atingindo no máximo os 15°C de dia. No geral, faz frio na maior parte do ano.

De novembro a março (primavera e verão) o clima é menos frio e os dias são mais longos, às 21 horas o céu ainda está claro. De março e abril chove e venta mais; e a partir de então começa a nevar. Os dias também ficam mais curtos: às 18 horas já escureceu e só amanhece depois das 8 horas. Antes de viajar, confira a previsão do tempo (http://br.weather.com).

Fuso-horário:

Uma hora a menos que o horário de Brasília. No nosso horário de verão, a diferença é de 2 horas.

Idioma:

Espanhol.

O que levar:

O clima é sempre uma surpresa. Portanto, esteja preparado. Mesmo no verão, sugerimos que leve roupa para o frio e o vento, inclusive gorro e luvas. O ideal é carregar sempre uma pequena mochila com esses itens. Não se esqueça de levar protetor solar e labial, óculos escuros, água, um abrigo para o frio e uma boa máquina fotográfica e binóculos. Como em alguns passeios você vai andar por trilhas, leve também um bom tênis ou bota de trekking já amaciada.

Voltagem:

A corrente elétrica da região é de 220 volts.

Bagagem:

É permitido levar uma mala com até 20 Kg por passageiro e uma bagagem de mão de até 5 Kg. Não se esqueça de identificá-las e fechá-las adequadamente.

Documentação:

• Brasileiros: Carteira de Identidade (RG) original com menos de 10 anos de uso e em bom estado ou passaporte válido (inclusive crianças), a embaixada chilena esta exigindo RG original com menos de 05 anos de uso.

• Estrangeiros: Passaporte válido, vistos consulares (quando necessários) e R.N.E.

• Menores: Só poderão viajar com autorização do pai e da mãe. Na falta de um ou de ambos deverá ser apresentada autorização com firma reconhecida em cartório. Na ausência dos pais uma autorização do juizado de menores deverá ser apresentada e em caso de viuvez é indispensável a apresentação do atestado de óbito.

• Passaporte azul (menores): O novo passaporte brasileiro, de cor azul, não apresenta os nomes do pai e da mãe do portador e, portanto, é obrigatório que o passageiro tenha em mãos o RG ou a certidão de nascimento (além da autorização do juizado de menores, caso esteja desacompanhado).

• Outras observações: sob nenhuma hipótese serão aceitos os seguintes documentos: Certidão de Nascimento para menores de idade; RG xerocado, rasgado, em mau estado de conservação; Carteira de Habilitação; documentos de classes tais como: militares, OAB, CREA, CRM, etc.. Observar documentos em nome de solteiro quando a passagem aérea for solicitada em nome de casado. Recomenda-se especial atenção quanto à documentação de viagem. Qualquer problema que ocorra devido à documentação incorreta será de responsabilidade dos clientes.

Moeda:

Peso Chileno. No centro da cidade de Puerto Natales, existem várias casas de câmbio, como a Stop Câmbios, na C. Baquedano, 386. Se chegar por Punta Arenas, na Calle Lautaro Navarro há uma concentração de casas de câmbio, entre elas a Cambio Opitz 1070.

Taxas:

As taxas de embarque internas do Chile poderão ser pagas somente com pesos chilenos ou dólares. Cartão e cheques não serão aceitos.

Entradas nos Parques Nacionais:

• Parque Nacional Torres del Paine: US$ 34,00 por pessoa;

• Cuevas del Milodon: US$ 10,00 por pessoa;

As taxas estão sujeitas a reajustes. 

Vacina:

Não há nenhuma vacina obrigatória.